Ir para conteúdo

Todas Atividades

Atualizada automaticamente

  1. Today
  2. Loki foi a melhor série da Marvel, até agora - e provavelmente será pelos próximos tempos, já que parece que a Marvel retornará aos filmes - e em grande parte devido ao carisma dos atores e personagens. A trama é bem legal, sempre com alguma reviravolta e humor e um mistério que nunca morre,npois logo é substituído por outro. Só não indico a série para quem não vou todos os filmes da Marvel. Na verdade, nem as outras séries a pessoa precisa ter assistido, mas aos fois últimos filmes (contra Thanos). Se assistiu, vale a pena.
  3. Yesterday
  4. Bom, sobre a série em si, muito fraca. De cabeça, curti o episódio do Tchalla Starlord, o climao "otimista" do episódio me contagiou. Tudo poderia ser melhor no mundo todo, se houvesse mais pessoas com a personalidade e caráter certo nos lugares certos. O episódio do Doutor Estranho é o melhor, indisputado, de toda a série. E não é por ser mais sombrio. O que tornou o episódio memorável é que ele realmente mostrou mudanças "O que aconteceria se o herói fosse no caminho diferente tal" e foi com tudo. O que também foi o que aconteceu com Tchalla e até com o Thor festeiro, mas Thor festeiro tentou ter o mesmo clima otimista, mas acabou não tendo sucesso em mostrar um Thor não guerreiro. Acho que a premissa em si já era furada e não deveria nunca ter sido levada à serio como proposta, quanto mais ter recebido sinal verde para virar realidade. Uma pena, mas faltou imaginação e coragem nessa série. Sinal que a Marvel também erra.
  5. Gostei dos sons da natureza no meio das canção! Vou ver como posso baixar para ouvir. Qual é o sobrenome desse Gasparetto?É o que escreveu uma do poema?
  6. Era a música tema do programa do Gasparetto quando tocava na rádio.
  7. O certo é a justiça pagar indenização a Alec Baldwin, o homem que ele atingiu e indenizar a família da mulher que morreu.
  8. Última semana
  9. Parece que já tinha acontecido de uma arma disparar no set de filmagem antes do incidente fatal, a equipe técnica debandaram antes de ser substituída por outra devido as condições de insegurança no set.
  10. Putz...tinha que ser Loki = caos Esse papo de multiversos me inspirou em uma parte de algo que estou escrevendo...era exato a palavra que precisava!
  11. Acho que foi a mesma causa do Brandon Lee... Assim os peritos em armas brasileiros acreditam,pois nos sets de filmagem de faroeste costumam usar armas antigas e não cenográficas... Alguém colocou as de festim,mas não olhou se tinha alguma na agulha...e tinha
  12. Eu fiquei com cãimbras nas pernas depois da Chikungunya.Sinto dores musculares quando faço algum esforço.
  13. No momento só se eu fizer um esforço físico grande para sentir o pulmão com problemas para administrar a falta de ar. Algo que eu sentia com pouco esforço quando estava pior. Mas hoje em dia sem grandes esforços já não sinto mais nada.
  14. Ainda bem que mudaram o título da notícia na Globo. Algum idiota completo tinha escrito antes "Alec Baldwin atira com arma cenográfica e mata X". Como se o cara fosse um assassino. Não que seja impossível ele ter feito alguma alteração e matar propositalmente, isso vai ser investigado, mas geralmente o erro foi de quem preparou a arma para ele e ainda não informaram qual foi o erro. No caso do Brandon Lee que morreu de forma semelhante no passado em um set, algum idiota (ou criminoso) esqueceu uma bala de verdade no tambor da arma. Vamos ver qual será a explicação desse caso com a equipe do Rust.
  15. Algumas pessoas surtiram em família! Simples:com o corre corre do dia a dia as pessoas mal se viam por conta dos compromissos fora de casa. Conviver com a própria família por mais tempo não foi fácil para várias pessoas e até mesmo o aumento do número de namoro , noivado e até de casamentos desfeitos no meu círculo de amizades e fora dele nesse periodo foi grande...
  16. Eu só soube no fim do filme Vingadores: Guerra Infinita...kkkk
  17. Lindo demais Pual! Amei a canção,as imagens maravilhosas!
  18. Vai ter que agradecer muito a sua ressurreição...afinal fez jus a fênix da BG... Poder chegar ao fim do ano cumprindo sua meta de Não morrer! Só recuperar agora... Ficou com alguma sequela?
  19. Minha irmã me indicou e achei interessante, parece um filme,mas é uma novela no estilo série...rs Toda narrativa é baseada na história de uma professora como protagonista...cidade estilo faroeste costumes e época que retrata um vilarejo antigo no oeste do Canadá. Quando Chama o Coração, que se passa no início do XX e conta a cativante história de Elizabeth Thatcher (Erin Krakow), uma bela e culta jovem acostumada a vida de luxo da alta sociedade em uma cidade grande, que decidiu atender ao chamado de seu coração para trabalhar como professora em Coal Valley, no Oeste do Canadá, onde a vida é simples, mas muitas vezes carregada de desafios. Ao chegar, ela ganha a simpatia de Abigail Stanton (Lori Loughin), uma mãe de família cujo marido, capataz da mina de carvão, juntamente com seu filho único e 47 mineiros foram mortos recentemente em uma explosão. Abigail e outras mulheres recém viúvas terão que se esforçar ao máximo e trabalhar na mina para manter um teto sobre suas cabeças. A chegada de Elizabeth incomoda alguns dos habitantes, inclusive Jack Thornton (Daniel Lissing), um charmoso oficial da polícia montada que chega na cidade logo depois dela. Logo na primeira conversa deles fica irritado ao descobrir que é a filha do poderoso magnata dos transportes responsável por sua transferência para Coal Valley. Vivendo uma nova vida, Elizabeth terá que aprender os costumes da fronteira se ela quiser prosperar no oeste rural por conta própria. Outros personagens centrais incluem Rosemary Coulter (Pascale Hutton), a adorável intrometida da cidade uma vez descrita como "em parte showgirl da Broadway, em parte mulher da fronteira", e seu marido paciente, o empresário Leland Coulter (Kavan Smith). O xerife Bill Avery (Jack Wagner) trabalha muito para proteger a cidade e consolidar sua posição como a autoridade máxima de Coal Valley, e o Dr. Carson Shepherd (Paul Greene) mantém a cidade saudável enquanto negocia seus próprios desafios pessoais na vida e no amor. Novos na comunidade são Mountie Nathan Grant (Kevin McGarry) e o misterioso jogador Lucas Bouchard (Chris McNally). A série televisiva é inspirada nos livros mais vendidos de Janette Oke sobre o oeste canadense Conheça os personagens principais: Elizabeth Thatcher (Erin Krakow) - Herdeira de uma família milionária da cidade de Hamilton, é uma mulher bonita, culta, extrovertida e muito acostumada com o luxo e também os agitos da alta sociedade. É filha do empresário William (Garwin Sanford) e da dondoca Gracie (Lynda Boyd), além de ter duas irmãs: a caçula Julie Thatcher (Charlotte Hegele) e a mais velha, Viola Thatcher (Devon Weigel). Professora em início de carreira, Elizabeth tem uma personalidade muito forte e não gosta nada de ser controlada. Sua vida em Hamilton é muito boa, claro, devido à riqueza da família. No entanto, a sempre inquieta "Liz", como também é chamada, sente que algo lhe falta para ser feliz plenamente. Sendo assim, e de olho em uma oportunidade de vislumbrar outros caminhos e experiências, ela aceita o desafio de lecionar na pequena Coal Valley, contra a vontade da família (os pais acham tudo isso uma loucura), em busca de realização pessoal e independência. Mas Elizabeth, no auge de seus 20 e poucos anos e sem conhecer o mundo além da bolha social em que vivia, nem imagina as surpresas que terá pela frente. Vários desafios fazem parte dessa jornada. Principalmente, pela falta de habilidade da "professorinha" com a vida comum, sem ter por perto regalias e empregados à sua volta. Jack Thornton (Daniel Lissing) - Homem conhecido por sua integridade e caráter. Membro da Polícia Real, é transferido para Coal Valley e não demora a conquistar a simpatia dos moradores. Fica irado ao desconfiar que sua transferência para o vilarejo se deu por causa de uma ordem do pai de Elizabeth, por quem se apaixona. Abigail Stanton (Lori Loughlin) - Mulher forte, determinada e grande liderança em Coal Valley. Ela perde o marido e também o filho em uma explosão na mina de carvão. É a melhor amiga de Elizabeth e trabalha duro para sustentar a casa, sem perder o bom humor e o senso de solidariedade. Torna-se dona de um café na cidade. Henry Gowen (Martin Cummins) - O todo-poderoso da cidade é dono da mineradora de carvão. Mas após um acidente que levou 47 mineiros à morte, é acusado de negligência e vai para a prisão por roubar verbas de Coal Valley. Com a ajuda de Abigail, tem uma segunda chance e começa seu próprio negócio de óleo na cidade. Bill Avery (Jack Wagner) - Quieto e rígido, é um investigador que chega em Coal Valley para apurar o acidente na mina de carvão. Apaixona-se por Abigail, porém, Nora (Kristina Wagner), esposa que não via há anos e supostamente queria o divórcio chega à cidade procurando por ele e estraga seus planos de um novo e promissor romance. Rosemary LeVeaux Coulter (Pascale Hutton) - Conhecida como “Rosie”, é moderna, extravagante e trabalha como atriz. Vai para o vilarejo para reconquistar seu grande amor, Jack, mas suas tentativas passam longe de darem certo. Chega a dar aulas de teatro em Coal Valley e também faz expediente como ajudante no Abigail’s Café. Leland Coulter (Kavan Smith) - Proprietário de uma serraria em Coal Valley e mais conhecido como “Lee”, é um homem educado, de extrema gentileza e, principalmente, paciência com todos à sua volta. Leland desperta o interesse de Rosemary quando ele chega à cidade em sua motocicleta. Faith Carter (Andrea Brooks) - Enfermeira e antiga conhecida de Jack. Foi ela quem cuidou do irmão do policial quando o moço sofreu um acidente de carro em Hamilton. A princípio, a amizade entre os dois desperta ciúme em Elizabeth. Noiva de um banqueiro, Faith resolve jogar tudo para o alto e ficar em Coal Valley. Julie Thatcher (Charlotte Hegele) - Irmã caçula de Elizabeth, é uma moça gentil e também, ao mesmo tempo com o espírito selvagem e meio dramática. Adora viver de forma ousada e aventureira, sem medir as consequências, principalmente para as pessoas à sua volta. Gosta de romances e é ótima em artes. Outros trabalhos e idades do elenco principal: Erin Krakow (36) (“Army Wives”) Daniel Lissing (39) (“Last Resort”) Lori Loughlin (57) (“Full House”, “CW 90210”, “Summerland”) Jack Wagner (61) (“General Hospital”, “Santa Barbara”, “The Bold and the Beautiful”, “Melrose Place”) Martin Cummins (51) (“Dark Angel”, ”Riverdale”) A professora e seu par...
  20. Esse é um que tenho curiosidade. Quando possível vou assistir.
  21. Realmente depende muito de pessoa para pessoa. Muitos vão precisar de psicólogos/psiquiatra. Conheço duas pessoas que ficaram bem mal e com vários sintomas simplesmente por pânico. Por achar que estavam com covid, quando na verdade um estava com virose e o outro com chicugunha. Até sair o resultado do teste o pânico pode se instalar na mente e a pessoa acaba tendo sintomas de covid sem ter covid. Já outros que são mais tranquilos vão levando até o próprio covid de uma forma mais tranquila. Mesmo com sintomas fortes.
  22. Muito forte isso Palada! Observando os jovens e adolescentes de meu círculo de amizade e familiar...posso dizer com propriedade que a maioria de suas desconfianças quanto ao futuro já está em andamento... Confesso que no início da pandemia dia 17 de março de 2020 quando a escola parou,achei que seria um período para descansar um pouco, por uma semana ,no máximo duas,quando vi tudo fechando e os mapas do Rio ficando vermelho...senti medo de perder pessoas amadas,não de morrer. Todo o terror que passamos vendo pessoas morrendo como moscas ...não foi fácil... Realmente é algo que somente Deus pode nos ajudar a amenizar esse impacto em nossas mentes. Perdi muita gente amada...um dos meus pais adotivos, o mais carinhoso e presente. Não tive muitas lágrimas para chorar, depois de sua morte, pois estava em choque e já havia chorado TUDO enquanto estava internado. Uma forma de relaxar e limpar o lixo mental é a oracao e o exercício de respiração lenta e profunda com canções relaxantes tocadas em flauta pan .
  23. Aluguei o filme Ninguém, do mesmo roteirista de Jonh Wick a historia é bem parecida, mas nesse mundo Wick tem meia idade é casado e tem 2 filhos, menos estiloso que de volta ao jogo, mas com mais sarcasmo. Um filme de ação bem visceral, mas divertido
  24. problemas psicológicos são como feridas, algumas se curam com o tempo sem ajuda nenhuma, outros ferimentos se curam mas deixam cicatrizes, muitos não são tratados e deixam a pessoa deformada e os mais graves precisam acompanhamento medico e tratamento urgente porque podem levar a amputação ou gangrena. vai depender de como a pessoa lidou com a pandemia, observando ao meu redor poucos souberam lidar com o evento de maneira saudável, confesso que esses meses finais estão sendo mais complicados do que o pico da doença, possivelmente iremos ter um surto de violência/altercação devido a não resolução de problemas interno (nada científico apenas um chute) mas prevejo que crianças e adolescentes vão lembrar do evento, isso vai marcar a próxima geração para o bem e para o mal. Esse post me lembrou que preciso fazer algumas seções de meditação/higiene mental no fim de semana pra tirar o lixo que acumulou durante esse ano.
  1. Mais Resultados
×
×
  • Criar Novo...