Ir para conteúdo

O que você está lendo?


Guest Sopne

Recommended Posts

  • 2 weeks later...

Comecei a comprar livros de youtubers só pra ver o que eles tem a dizer, agora fiquei viciado nessa leitura super trash.

"Do Mil Ao Milhao - Sem Cortar O Cafezinho" de Tiago Nigro,  É um livro espantosamente didático do famoso youtuber Primo Rico, o básico das finanças pessoais esta lá, gastar menos que recebe, fazer uma reserva de emergência, o que é uma ação, etc. Mas é um livro SUPER PERIGOSO, pois Nigro encoraja os investidores iniciantes a tomarem riscos muito altos: O livro incita ao leitor abandonar a renda fixa e migrar para a renda variável (isso no primeiro capitulo), encoraja pessoas físicas a fazerem Swing Trade entre outras táticas que devem ser feitas em doses homeopáticas ou assumindo o risco.

A historia pessoal dele, não inspira muito, um cara que era pobre, faz uns bicos como garçom, resolveu se embrenhar em uma casa de corretagem sem ao menos ser estudante de economia ou saber do assunto, miraculosamente é aceito nessa empresa e depois resolve montar uma empresa própria de investimentos (e depois vira youtuber picareta vendendo curso de como ficar rico)

E tenho certeza que não foi ele que escreveu esse livro, pelo fato de estar com um português inteligível e contem fontes no estilo ABNT no final de cada capitulo, coisa que ele não consegue fazer nos vídeos do YouTube.

 

  • Haha 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

1 hora atrás, Paladino disse:

Comecei a comprar livros de youtubers só pra ver o que eles tem a dizer, agora fiquei viciado nessa leitura super trash.

"Do Mil Ao Milhao - Sem Cortar O Cafezinho" de Tiago Nigro,  É um livro espantosamente didático do famoso youtuber Primo Rico, o básico das finanças pessoais esta lá, gastar menos que recebe, fazer uma reserva de emergência, o que é uma ação, etc. Mas é um livro SUPER PERIGOSO, pois Nigro encoraja os investidores iniciantes a tomarem riscos muito altos: O livro incita ao leitor abandonar a renda fixa e migrar para a renda variável (isso no primeiro capitulo), encoraja pessoas físicas a fazerem Swing Trade entre outras táticas que devem ser feitas em doses homeopáticas ou assumindo o risco.

A historia pessoal dele, não inspira muito, um cara que era pobre, faz uns bicos como garçom, resolveu se embrenhar em uma casa de corretagem sem ao menos ser estudante de economia ou saber do assunto, miraculosamente é aceito nessa empresa e depois resolve montar uma empresa própria de investimentos (e depois vira youtuber picareta vendendo curso de como ficar rico)

E tenho certeza que não foi ele que escreveu esse livro, pelo fato de estar com um português inteligível e contem fontes no estilo ABNT no final de cada capitulo, coisa que ele não consegue fazer nos vídeos do YouTube.

 

Eu conheço esse cara via propaganda de Youtube, vi um vídeo, mas não fui muito com a cara dele.

Mas é famoso. Outra pessoa na mesma linha é o Canal Me Poupe, protagonizado por uma mulher. Dela eu comprei o livro por que minha esposa gosta e tem boas dicas, mas algo bem superficial também. 

Mas a regra de ouro é mesmo não gastar tudo que ganha. E o que sobra investir de forma segura enquanto ainda tem pouco. Riscos realmente só quem pode correr é quem tem muito dinheiro ou não se importa em perder o pouco que juntou.

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Em 09/11/2020 at 09:12, Old Brek disse:

Eu conheço esse cara via propaganda de Youtube, vi um vídeo, mas não fui muito com a cara dele.

Mas é famoso. Outra pessoa na mesma linha é o Canal Me Poupe, protagonizado por uma mulher. Dela eu comprei o livro por que minha esposa gosta e tem boas dicas, mas algo bem superficial também. 

Mas a regra de ouro é mesmo não gastar tudo que ganha. E o que sobra investir de forma segura enquanto ainda tem pouco. Riscos realmente só quem pode correr é quem tem muito dinheiro ou não se importa em perder o pouco que juntou.

Eu terminei ontem o "Me Poupe" da Nathalia Arcuri e o livro consegue ser pior que o do Nigro, não me importo com palavras de baixo calão mas parece que estou ouvindo ela em um bar, tudo muito descontraído e sem foco algum, uma hora falando de perder a mentalidade de dinheiro=pecado a outra mostrando um gráfico de envelhecimento populacional.

A historia pessoal dela é bem mais interessante devido as experiências profissionais dela, é contada de uma forma mais próxima ao leitor.

Mas o livro é bem raso mesmo não tem como discordar, é mais um auto ajuda do que um livro de finanças pessoais.

 

Sim não tem formula mágica: Gastar menos que ganha, guardar pros dias de vacas magras e somente arriscar o dinheiro que você esta disposto a perder, os picaretas com palavras complicadas e métodos milagrosos só ficam ricos por ingênuos, ignorantes e gananciosos.

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 months later...
  • 5 months later...

Fui ao supermercado e comprei essa pérola: BlackPink: Rainhas do K-Pop

Basicamente não tenho a mínima ideia quem são o que fazem e nunca ouvi elas cantando, mas vamos lá aprender o que os jovens estão vendo/ouvindo e tenho de falar que estou surpreso: a qualidade do livro é impecável, o design muito bem feito, a impressão primorosa, mas o que mais me impressionou foi o conteúdo tudo foi bem pasteurizado para ser minimamente ofensivo, rapaz é incrível como conseguiram.

E se você conseguir ser muito cínico da pra ver como a os coreanos fizeram ídolos em escala industrial:  muitos jovens (14/15) são agenciados, são colocados em diversos grupos utilizando métricas da empresa, são lançados por diversos gravadoras os grupos que sobrevivem ficam por mais algum tempo ate que um ou dois artistas mais populares da banda fazem carreira solo.

Ainda não ouvi nada delas, mas deu pra ver como funciona o sistema de produção em massa de ídolos coreano, essa indústria deve ser pior que Hollywood. Não valeu o preço 30 reais, a leitura não é difícil porque a maioria das paginas são ilustrações/fotos e os balões de texto são curtos e simples, me lembrou do álbum de figurinhas ou HQ. Nem fans vão gostar porque a maioria das informações é fácil de conseguir.

  • Like 1
  • Haha 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

29 minutos atrás, Paladino disse:

Fui ao supermercado e comprei essa pérola: BlackPink: Rainhas do K-Pop

Basicamente não tenho a mínima ideia quem são o que fazem e nunca ouvi elas cantando, mas vamos lá aprender o que os jovens estão vendo/ouvindo e tenho de falar que estou surpreso: a qualidade do livro é impecável, o design muito bem feito, a impressão primorosa, mas o que mais me impressionou foi o conteúdo tudo foi bem pasteurizado para ser minimamente ofensivo, rapaz é incrível como conseguiram.

E se você conseguir ser muito cínico da pra ver como a os coreanos fizeram ídolos em escala industrial:  muitos jovens (14/15) são agenciados, são colocados em diversos grupos utilizando métricas da empresa, são lançados por diversos gravadoras os grupos que sobrevivem ficam por mais algum tempo ate que um ou dois artistas mais populares da banda fazem carreira solo.

Ainda não ouvi nada delas, mas deu pra ver como funciona o sistema de produção em massa de ídolos coreano, essa indústria deve ser pior que Hollywood. Não valeu o preço 30 reais, a leitura não é difícil porque a maioria das paginas são ilustrações/fotos e os balões de texto são curtos e simples, me lembrou do álbum de figurinhas ou HQ. Nem fans vão gostar porque a maioria das informações é fácil de conseguir.

É um livro voltado aos fãs do grupo. Eu conheço, fui apresentado por minha filha. Teve uma época que ela tocava bastante esse BlackPink por aqui. A "batida" de algumas era boa mesmo.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 month later...

Demorei, mas acabei de ler Malorie. Livro lento no começo, chato, mas depois vai melhorando e quando chega perto do fim que deveria ser o clímax é tudo tão apressado que achei ruim. Triste. No início coisas bobas ele demora bastante para ilustrar e no clímax da obra faz às pressas.

Bem, agora estou começando esta leitura de um box que comprei com três livros:

Box Terríveis Mestres - 3 Volumes - Acompanha Pôster + Conteúdo Extra -  Saraiva

Estou lendo na ordem cronológica do nascimento dos autores. Ou seja, começando pelo livro de Poe.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 4 weeks later...

Lendo os seguintes mangas:

Jyaken San Wa Sugu Bureru - the whimsical cursed sword

Traços que parecem de Kentaro Miura e Junji Ito, esse manga é uma mistura de Alta Fantasia, Slice of Life e Comedia, narra as aventuras de dois orfãos que descobriram uma espada amaldiçoada, mas devido a modernização do mundo com smartphones/internet, o conflito do Rei demonio e os Escolhidos foi posto de lado e ambos os lados abriram uma Disneylandia. Basicamente um manga com traços lindos e humor surreal

 

Começando a ler outro livro do avo de todos os picaretas: Mais esperto que o Diabo de Napoleon Hill, essa edição tem uma picaretagem extra: Introdução é feita pelo Primo Rico.

É uma pseudo entrevista com o Tinhoso, um viagem na maionese de Hill com direito a uma pagina com o instituto Napoleon Hill vender a sua master class financeira.

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Em 11/10/2021 at 13:00, Paladino disse:

Lendo os seguintes mangas:

Jyaken San Wa Sugu Bureru - the whimsical cursed sword

Traços que parecem de Kentaro Miura e Junji Ito, esse manga é uma mistura de Alta Fantasia, Slice of Life e Comedia, narra as aventuras de dois orfãos que descobriram uma espada amaldiçoada, mas devido a modernização do mundo com smartphones/internet, o conflito do Rei demonio e os Escolhidos foi posto de lado e ambos os lados abriram uma Disneylandia. Basicamente um manga com traços lindos e humor surreal

 

Começando a ler outro livro do avo de todos os picaretas: Mais esperto que o Diabo de Napoleon Hill, essa edição tem uma picaretagem extra: Introdução é feita pelo Primo Rico.

É uma pseudo entrevista com o Tinhoso, um viagem na maionese de Hill com direito a uma pagina com o instituto Napoleon Hill vender a sua master class financeira.

Eu já folheie alguns desses. Dá para filtrar algo de positivo deles, mas na prática desisti de ler. Ainda li metade de um do Napoleon Hill no passado. Não aguentei ler tudo.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

8 horas atrás, Leonis disse:

Comecei a ler este aqui:

Ver a imagem de origem

Estou nessa "vibe" de ler clássicos do terror. Depois vou querer ler alguns mais recentes.

Peguei nesse livro ontem na loja minha e do meu filho...quase trouxe pra ler.

Mas com tantas apostilas me esperando para fazer provas e terminar até dezembro ...deixei lá por enquanto...

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

 

19 horas atrás, Maressa Kristorm disse:

Peguei nesse livro ontem na loja minha e do meu filho...quase trouxe pra ler.

Mas com tantas apostilas me esperando para fazer provas e terminar até dezembro ...deixei lá por enquanto...

 

Eu estou gostando do começo do livro, mas ainda é cedo para ter uma opinião formada. Apesar de ser um clássico, não considero qualquer clássico bom. Alguns são bem chatos. Mas gosto é gosto.

Por hora estou gostando desse. Já Drácula de Bram Stoker achei chato. Mas o livro tem uma importância enorme por ter criado a figura do vampiro.

  • Like 1
  • Haha 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Em 13/10/2021 at 18:14, Maressa Kristorm disse:

Peguei nesse livro ontem na loja minha e do meu filho...quase trouxe pra ler.

Mas com tantas apostilas me esperando para fazer provas e terminar até dezembro ...deixei lá por enquanto...

Eu li e gostei muito do livro, é uma leitura ate rapida porque é bem curtinho, da pra ate contar a historia pros seus alunos

 

Em 14/10/2021 at 13:49, Leonis disse:

Por hora estou gostando desse. Já Drácula de Bram Stoker achei chato. Mas o livro tem uma importância enorme por ter criado a figura do vampiro.

Não achei chato, mas muito diferente dos filmes que focam no terror ou ação, toda a narrativa é escrita por diários/correspondências e por múltiplas pessoas com ponto de vista diferentes, foi revolucionário na época por criar um mundo que o leitor pode acreditar. O ritmo do livro é lento e a aventura demora anos para se concluir diferente de hoje que a trama se resolve em 24 horas.

Hoje, até os livros tem um ritmo mais rapido, bem diferente de uma obra de algumas centenas de seculos atras, não conbina com a nossa mentalidade, mas é um classico

Gosto muito do Lovecraft e Robert E. Howard, mas é uma escrita e pensamento bem diferente dos dias de hoje, tanto que se torna fantástica por si só.

 

  • Like 1
  • Thanks 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...