Ir para conteúdo

Vamos falar de política!


Leonis

Recommended Posts

Vou reler o tópico sim, @Lord Phisto. Uma das coisas que mais gosto é reler posts de anos ou meses atrás e vi que mudei de ideia. Agora, respondendo ao seu post:

A respeito dos mantras, eu só vou acreditar após todos serem presos e perderem seus bens, ficando apenas como necessário. Eduardo Cunha foi preso faz quase nada de tempo. Quero ver ele ficar anos lá e sem poderes políticos. Mesmo lá de dentro ele influencia na política brasileira. Infelizmente não lembro agora onde vi a notícia (lembrando que eu só leio notícias de jornais ou sites com alguma credibilidade), mas me parece que todo anos é desviado mais de R$ 1 trilhão. Isso é só uma estimativa, pois ainda é impossível contabilizar o dinheiro desviado. As últimas eleições mostraram o de sempre: políticos que falavam a verdade sendo ignorados pelo povo, políticos que vendem céu rosa com pôneis e confeitos de chocolate, e que desviam muito dinheiro, sendo eleitos. Por isso eu sigo no mantra: nada mudou.

Respondendo aos seus questionamentos:

Partidos? Deveríamos ter 2: situação e oposição. Sem oposição é complicado governar. Chuto dizer que até 3 partidos são aceitáveis, assim como a candidatura de pessoas apartidárias. Esse negócio de ter que se filiar a um partido pra concorrer a um cargo é meio nonsense. Me corrijam se eu estiver errado, mas você precisa de um partido, não?

Políticos de bolso? Não sei o que é essa expressão mas, pela sua resposta, acho que entendi. Pra mim político não deveria receber salário, nem auxílio moradia, nem qualquer ajuda. Também perderia poderes políticos em caso de suspeita de corrupção.

Globo/TV Aberta? Esses dias eu vi um resumo, feito por um youtuber, de um estudo realizado durante 12 anos em cima das música nos últimos anos. Ele compara as letras dos hits dos anos 70 com os hits de hoje. Também compara a quantidade de escritores e produtores dos hits dos anos 70 (média de 1 escritor e 1 produtor) com os hits da atualidade (média 4 escritores e 6 produtores). A música hoje é de uma estupidez tremenda, com letras cujo público alvo são pessoas com um mínimo de compreensão da língua. Agora vem a parte que me chamou mais atenção: você pensa "o público emburreceu", certo? Então ele traça um comparativo com as séries de TV. Esse tipo de entretenimento vem ficando cada vez mais complexo. Se pegarmos séries de sucesso como The Walking Dead, Black Mirror, Orange is the New Black e Stranger Things, temos a prova de que o público compra coisas complexas também! E que, se houvesse investimento em música com conteúdo mais complexo, ela também venderia. A impressão que fiquei, no final do vídeo, é que o público compra qualquer coisa, basta que tu apresente um produto que prenda a atenção.

Sou taxado de direitista Cara, eu já fui taxado de tudo, literalmente tudo. Já me chamaram de coxinha, de petista, de machista, de tudo. Eu apenas procuro ver todos os pontos de vista. Por mais que não se goste de alguém, aquela pessoa vai estar certa várias vezes. Fui num festival de cinema essa semana e, conversando com um carinha lá, veio o assunto "os caras da Red Bull não conhecem nenhum produto além do Red Bull". Ou seja: eles não sabem o que a concorrência faz. Se a concorrência tiver sucesso, eles não vão saber pra onde correr. O ideal, ao menos do meu ponto de vista, era eles conhecerem bem o próprio produto e também o da concorrência. Pra mim esse é um dos maiores problemas da política atual: pessoal de esquerda não reconhece os acertos da direita, pessoal da direita não reconhece os acertos da esquerda. Assim, cada um vive no seu mundinho onde o céu é rosa com pôneis e confeitos de chocolate.

  • Like 3
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Garotinho vai "mamar" de pijama listrado agora :D

Então... deu ruim pra mais um e está ficando ruim pro 9fingers.. acho que essa temporada vai ter alguns twists bem "lokos"

 

Sobre Políticos de Bolso, aka Pokepolíticos

Minha posição sobre isso é justamente o que eu havia dito... ou que havia tentado. Eu não sou a favor de nenhum político, não "torço" para nenhum partido e não vejo o "bem apesar do resto". Eu acho isso errado... mas veja bem, EU acho errado, não estou dizendo que é uma verdade ou que seja o certo.. é o que EU acho. O Lula talvez seja a maior demonstração de político de bolso, quando milhões o defendem sem sequer ligar ou pelo menos se atentar aos problemas e crimes derivados desse cara. Eu acho errado apoiar um partido, pois no Brasil não temos partidos políticos de representação social, temos partidos políticos de representação de "politiqueiros profissionais"... enxergo um paralelo aqui com a criação da igreja anglicana... mas falar de religião e política no mesmo tópico já é pedir demais...rssr

Não sei se você conhece Volta Redonda (RJ), onde vivo, aqui tivemos uma administração municipal que durou 28 anos (sim, @Goris 28, Wanildo/Baltazar/Neto/Gothardo/Neto   - todos do mesmo grupo político) que transformou a cidade no que temos hoje. A cidade de Volta Redonda é a maior do sul do estado em importância financeira, política e social. Temos aqui muitas vitórias, fruto dessa administração, mas temos mais derrotas que vitórias, porém as derrotas não são visíveis, o que transformou o cabeça do grupo em um semi-deus na cidade. Até alguns anos atrás, a população assinava embaixo tudo o que ele fazia, pois, como bom populista, sempre procurava enfiar o pão e o circo em nosso povo que, sem a educação básica para criar o senso de discernimento necessário, achava correto tudo o que ele propunha.

Temos um Kartódromo municipal, uma escola de hipismo municipal, vários ginásios de esportes e... e... um estádio municipal. Ao mesmo tempo, a prefeitura não cumpre a lei de concursos públicos, não cumpre a lei de diretrizes básicas da educação, não investe na estrutura de água e esgoto (já vi consertarem um vazamento em um tubo de 1,5m com uma sacolinha plástica de mercado... na semana seguinte estava estragado novamente, claro). A saúde na cidade não é ruim, não podemos reclamar disso, claro que podemos reclamar que a população do sul do estado em peso vem para cá e com isso os hospitais ficam lotados. Além disso, podemos reclamar da falta de medicamentos e de médicos para atender a população carente...  Existem placas por toda a cidade exaltando a qualidade de vida da cidade, porém, se você for, nesse instante a um bairro de classe média baixa (como o Santo Agostinho - bairro onde cresci e que o Goris morou durante uma década) verá lixo acumulado nas ruas, asfalto esburacado, falta de água, falta de sinalização, escolas sucateadas, postos de saúde sem remédio e sem médicos.. por aí vai.

Aqui temos o prefeito que aparelhou a prefeitura com seus parentes. Existem mais cargos sem concurso em Volta Redonda do que com concurso. Existe nepotismo descarado (o irmão do prefeito é secretário municipal... o primo é secretário municipal... o outro primo é assessor... e por aí vai). Temos um prefeito que adquiriu (de forma legal, diga-se de passagem) terrenos em uma área não urbanizada da cidade (muitos mesmo) a preço de banana e, depois de 5 anos, iniciou o projeto do hospital regional (um hospital digno de Rio ou São Paulo, imponente mesmo e gigantesco se comparado aos atuais da região), depois de 5 anos começou a liberar projetos focados em urbanização... ironicamente... dessas áreas.

Esse político, se você for olhar em qualquer site de notícias da cidade ou no facebook, tem uma aceitação absurdamente grande... e isso é um ciclo vicioso, onde a falta de investimento em educação cria os "zumbís cidadãos" que, alienados politicamente, socialmente e culturalmente, são levados a pensar pelo marketing e aceitam o pão mofado e o circo de tenda furada como se fossem bençãos.

 

putz.. escrevi mto dnv...=/

10677334_741331819254786_492541675_o_1.jpg

  • Like 4
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Gostei muito do que você escreveu, @Lord Phisto. Diálogo assim é que eu gosto, sem um achar que possui a verdade absoluta. Entender pontos de vista diferentes faz a gente evoluir.

Sobre a questão do político de bolso, eu tenho apenas um em que acredito: Cristóvam Buarque. Apesar dele não ter feito revoluções quando foi governador do Distrito Federal, ainda na década de 90, ele é bastante ignorado pelo Governo Federal (quer fazer a coisa certa e não tem apoio?). Tanto que muitos projetos dele, como a federalização do ensino público, nem sequer é levado em consideração. Eu gostaria de ver isso em prática, pois a teoria é muito boa.

Hoje de manhã saiu a notícia que o Sérgio Cabral foi preso. Eu comemoraria se não tivéssemos um problema: quem está no governo hoje é o Pezão, sucessor do Cabral. Então teoricamente continuamos no governo dele.

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Pezão pode ser o próximo. É bom ver esse pessoal caindo, mas espero que realmente sejam punidos e não ficarem livres daqui a 1 ano (ou menos).

Um ponto interessante do Rio, sobre previdência, é que é um exemplo para o Brasil. Se não fizer uma reforma séria nesse país podemos não ter apenas um Estado quebrado, mas sim todo o país quebrado. Com despesas que superam a arrecadação em grande escala (pois deficit já existe, a questão é até quando podemos viver com um deficit atrás de outro).

Mesmo neste cenário espera-se um superavit no ano que vem. Será? Vamos ver. Até lá, que a PF trabalhe duro para prender mais desses criminosos de colarinho branco, em especial, a liderança que por mais de uma década esteve a frente do Brasil e foi um grande colaborador desta crise atual.

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O problema é esse: prendem agora, soltam daqui a 2 anos. Alberto Youssef, que foi condenado a 122 anos de prisão, já está indo pro regime aberto (com tornozeleira) e, daqui a 4 meses, vai ter sua pena suspensa "por não ter mais dívida com a justiça". Não chegou nem a 3 anos na cadeia e vai ser solto.

Tem como levar a sério essas prisões?

  • Like 3
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

3 hours ago, *L* said:

Um ponto interessante do Rio, sobre previdência, é que é um exemplo para o Brasil. Se não fizer uma reforma séria nesse país podemos não ter apenas um Estado quebrado, mas sim todo o país quebrado. Com despesas que superam a arrecadação em grande escala (pois deficit já existe, a questão é até quando podemos viver com um deficit atrás de outro).

A previdência é o menor dos problemas. A ALERJ, em 2011, custava R$ 20 milhões/ano aos cofres públicos e se vangloriava de "ter dinheiro sobrando" (fonte). O custo dos salários do funcionalismo público no Brasil chega a R$ 130 bilhões (fonte). O "investimento" em saúde foi de pouco mais de R$ 100 bilhões em 2015 (fonte). Coloquei investimento entre aspas porque o custo da corrupção está aí dentro. Já vi comentaristas falando de desvios por volta de 60% desse valor. Eu mesmo acredito nisso porque já trabalhei com licitação e a maioria do dinheiro é desviado mesmo. Se você não paga propina você não faz negócios, mesmo quando é licitação.

Então, se as coisas fossem feitas como deveriam, teríamos dinheiro sobrando. Previdência não seria problema, seria sim uma forma de agradecer a aqueles que trabalharam pelo país e se aposentaram. Não podemos esquecer que um político pode se aposentar após 8 anos de trabalho e acumular salário. Essa folha de gastos é muito grande. A disparidade entre salários e tempo de aposentadoria é enorme. O trabalhador que ganha salário mínimo tem que trabalhar 40 anos pra se aposentar. Políticos eleitos possuem salário de R$ 10 mil e podem se aposentar em 8 anos. Isso é muito injusto.

Voltando ao Rio, a aposta nos royalties do petróleo foi tamanha que gastaram o que não tinham. O problema do Rio é que ele ainda está esperando esse dinheiro.

  • Like 3
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Então.

Sabe o que penso quando vejo Garotinhos... Cabrais.. Oderbrecths... e afins indo pra cadeia? Esperança.

 

Não por mim, pois sou uma minoria extrema, mas pela população.

Os políticos e as mídias se esforçam muito para passar a imagem de sem solução. De que todos são iguais. Assim, é mais fácil você jogar seu voto no lixo, não votar, votar em qqr um.. etc. Pois quem se revolta com isso é a minoria culturalmente mais favorecida da população, nesse grupo estamos todos, simplesmente por discutir sobre o assunto e participar de fóruns de discussão somos representantes de uma minoria cultural.

Ao passar a ideia de que qualquer voto será igualmente ruim os grupos dominantes (sem teoria da conspiração, simplesmente estou juntando classe política, classe realmente rica e grupos de mídia que são comercio de informação apenas) podem manipular a grande massa que não tem discernimento para pensar por si só, temos os exemplos das ocupações de escolas e a própria defesa de políticos explicitamente bandidos por seus seguidores partidários.

A PF e parte do judiciário estão conseguindo estabelecer uma corrente de ética que está se espalhando. Oras, quando vimos, nos últimos 30 anos, tantas prisões de ricos - realmente ricos, ou políticos de grande representatividade (como Garotinho, Cabral, Dirceu, etc)? Essa corrente precisa ser alimentada e não serão os grupos dominantes que o farão, pois isso começará a ruir o controle que têm sobre as massas.

Imagina se o povo entendesse que comprar nas Casas Bahia é prejudicial, que são produtos de baixa qualidade e um financiamento de grande prejuízo? Se descobrem que pegar empréstimos em bancos privados é o fator de maior empobrecimento de suas famílias. Se descobrem que existem políticos, policiais e juízes honestos e que realmente querem ajudar? Como controlar uma população de milhões se a maioria não ligar para novelas, não ligar para jornais passionais, não ligar para o entretenimento tolo pastelão, não ligar para as chantagens emocionais ou religiosas elaboradas... Isso seria um caos para o grupo dominante.

Eu vejo essas ações, com o ou sem resultado duradouro, como um viés de evolução para nossa sociedade e espero que, a cada dia, mais pessoas se iluminem nessa corrente que poderá ser o separador de águas na cultura de malandragem do país.

 

@Christian o Cristóvam é uma brisa nesse mar fétido, ele repete um mantra que todos fingem não ouvir para manter os próprios bolsos cheios (em esferas legais e ilegais). Somente a educação pode salvar uma nação. Isso é tão exato, mas tão exato, que não vejo nem espaço para desdobrar essa frase. E se eles saem após X anos, lembre-se que os ladrões de celular também saem rápido das cadeias, é um ponto do processo, prender era impossível há uma década, agora é real. Manter preso pode ser impossível agora, mas quem sabe quando mais pessoas aderirem a essa corrente?

Esperança, precisamos olhar, em algum momento, as coisas com bons olhos. Julgar os eventos pela potencialidade positiva e participar da luta. Eu nunca fui à câmara de vereadores de minha cidade, mas a partir de janeiro agora irei transmitir ao vivo, pela página que criei no FB, as votações. E quero participar junto com a população da cidade da mudança que o prefeito eleito (após 28 anos da mesma linha política) propôs, fiscalizando, sugerindo, criticando, apontando problemas a serem resolvidos. Se pelo menos parte da população das cidades participar já teremos muitos avanços. E não é preciso queimar pneus, depredar prédios públicos ou invadir instalações, só precisamos estar presentes e dizer aos representantes o que queremos, do contrário, estaremos sempre esperando heróis e teremos figuras como "Lulas e Getúlios" se apropriando do cargo com as palavras que os necessitados querem ouvir...

 

  • Like 3
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Mas é bem por aí! Outra coisa que me veio à cabeça agora foi: não dizem que o Brasil tem milhões de técnicos de futebol? Já percebeu que todo torcedor possui a verdade absoluta e nem o clube, que eles pagam uma mensalidade cara e ingresso idem, dá ouvidos a eles? Os caras discutem futebol como se a vida dependesse disso e a discussão não vai a lugar algum porque só o técnico (de fato, contratado, que está na beira do gramado) é que toma as decisões (com aval da diretoria e presidência do clube, claro).

O povo está acostumado a discutir algo que não vai pra frente. Por quê com política seria diferente? No dia que entenderem que cada voto conta, e que cada vez que você vai às urnas você garante 4 meses de salários enormes em cascata (pois elegendo um presidente ou governador muita gente vai na aba), a coisa vai mudar. Quando o povo realmente entender isso, o cara ou não sai de casa pra votar ou vota consciente. Nada de votar em um porque é bonito, em outro porque é pastor, em outro porque "é do meu partido"...

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Sendo polêmico, educação por si só não muda nada.

Basta ver essas invasões de escolas. Ninguém sabe o que é PEC, o que ela faz, se é verdade. "Vamos invadir a escola sem bem pensar porque disseram que vai acabar com a educação".

 

Nisso, 20 alunos impedem 980 de estudar. E com apoio de professores e partidos políticos que querem tudo, menos educação.

 

Como uma educação toaca dessas vai mudar algo?

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

40 minutes ago, Goris said:

Como uma educação toaca dessas vai mudar algo?

Mas isso é exatamente resultado da falta de educação. Eu fico impressionado com as ideias de algumas pessoas da UFRJ. Teve gente lá que me bloqueou só porque eu não apoiava a Dilma nem o Temer. Eles achavam que eu era obrigado a apoiar a Dilma. Tem um outro grupo lá dentro que está fazendo muita merda a favor do Temer.

Nem a universidade está formando pessoas pensantes. Maioria é só uma cópia do tipo de esquerda ou do tipo de direita. Não entendem que ambos os lados acertam e erram.

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Goris Vc nem tá sendo polêmico com isso... rs..

 

Escola não é sinônimo de educação desde os século 18. Dizer que universitário fez algo errado é quase como dizer que um bebê vai gorfar.

As escolas se focaram cada vez mais na educação técnica e os anos iniciais não ensinem sequer cidadania mais. Claro que não podemos jogar para os professores a necessidade de educar, pois eles não possuem o poder para isso, no máximo conseguem "culturizar" e olhe lá.

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Educação técnica?

Olhaz então todos esses técnicos educados estão indo pro comércio, porque aqui na indústria, tá feio o troco.

 

O que tem de gente com segundo grau chegando com menos "formação técnica" que eu tinha no fim do primeiro grau é assustador.

 

 

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Cara, mas é isso.. se esse é o nível do técnico é porque o conteúdo que o faria ter a vontade de aprender ou a capacidade de entender o texto ou até mesmo a capacidade cognitiva para ingressar no mercado de trabalho não foi dado no momento que deveria... na educação básica.

 

As pessoas estão a cada dia mais com um senso ridículo de civilidade onde podem tudo... crianças não podem mais ser castigadas pelos pais, adolescentes cheios de aparelhos eletrônicos que os dão um acesso absurdo ao mundo... psicólogos e sociólogos acham que tem mais direitos sobre as crianças (conselhos tutelares inclusos) do que os próprios pais.

Isso causa um desarranjo na mente das crianças e adolescentes... oras... se vc dá a opção para a criança de fazer o que ela quer ou fazer o que é certo, ela vai fazer o que for mais fácil, doce ou divertido e nunca o que for mais difícil ou chato... assim, temos crianças ficando cada vez mais obesas, cada vez mais incultas e cada vez mais possessivas. Assim temos um futuro mimado e que nunca vai escolher o caminho difícil... sempre o atalho.

 

Mas o que isso tem com o topico? Com política ou com o comentário do @Goris? Muito.

O que é necessário para termos uma boa capacidade técnica? Conhecimento e aplicação do conhecimento. Para isso precisamos estudar e executar o que aprendemos.. em uma escalada onde adquirimos cada vez mais conhecimento prático (aka experiência). Mas para essa prática, que hoje parece até uma utopia, funcionar o estudante (normalmente adolescente) tem que entender que são passos em direção a um objetivo e não é o que acontece.

Temos um estouro na quantidade de cursos preparatórios para concursos públicos o que mostra o quanto as pessoas estão despreparadas para fazer um concurso ou para o mercado de trabalho.

Temos uma queda crescente (ou seria uma involução?) no ensino médio.

Temos um nível ridículo de escolaridade real (não as do diploma, mas a equivalência real de conhecimento).

 

Isso tudo se dá por uma política pública de "esconder sobre o tapete" os problemas.

Alguns anos atrás tivemos a inserção do nono ano nas escolas... o que parece a inclusão de mais um ano de estudos.. o que parece ser boa coisa.. mas na prática foi a troca do nome das séries... Tivemos um aumento (se não me engano) de 15% no numero de vagas nas escolas, porém um aumento de 5% no numero de professores... e uma redução de cerca de 10% do poder de compra dos salários dos professores e profissionais de educação.

A política dos governos em geral, PT/PSDB/PV/PdKaQ é a mesma, no final das contas, não importa a escolaridade real, importa o quanto se mostra no diploma e, para isso, devemos diminuir a dificuldade do ensino... não importa se um recém formado em administração não sabe diferenciar "mais" de "mas"... <<que ódio disso>>

 

Como o @Christian disse é impressionante o nível das pessoas que frequentam as universidades federais, pois estão corrompidas por idealismos e não conseguem mais diferenciar o certo do errado... pois para eles, o certo é o que pregam  e o errado é o que a outra facção prega...

Isso tem um efeito devastador no mercado de trabalho. Pois essa arrogância (que veio se arrastando desde a infância... aquela onde os psicólogos e sociólogos disseram que a criança deve ter total liberdade de formação... onde podem denunciar os pais por corrigirem-nas... onde podem escolher seu gênero... onde podem escolher se vão ou não para o castigo dado pelos pais...sabe.. aquelas coisas bonitinhas que são defendidas na folha de SP... na globo.. na band... ) gera preguiçosos, gera dissociados, gera agressividade sob negativas... gera mimados...

 

Um profissional mimado não se recicla, não se comunica, se defende com seu diploma ou com seu "pistolão". Puxa saco de quem pode lhe dar aquela "moral" e entrega os erros dos outros (não que seja errado, mas no contexto é meramente para retirar as honras dos outros e transferi-las a ele).

Essa pessoa se torna escravo de seus conceitos, escravo de suas falácias e escravo de suas atitudes.

Assim temos o mercado de trabalho saturado dessas pessoas que, pela arrogância adquirida ao longo da vida, nunca assumirão estarem errados e menos ainda aceitarão rever seus conceitos. Defenderão seu ponto de vista com unhas e dentes até a morte, renegando o grupo que não os apoia ou que discorda deles, gerando essa discussão interminável de esquerda e direita (que são dois grupos de idiotas, a meu ver... ambos se enquadram aqui).

 

+- por aí

Ou seja, @Goris a educação técnica, apesar de se preferida pelos governantes (pois aparentam mais nas estatísticas) está recheada das falhas da educação básica, que foi totalmente negligenciada nas ultimas duas décadas... por isso você encontra os "técnicos" que não sabem nem o que a sua e a minha geração sabiam no final do ensino fundamental...

 

--- eu tenho um texto pra escrever, mas é muito longo e depois eu escrevo abaixo... ---

 

 

 

 

 

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...